Quando o assunto é engate de reboque, uma das conversas mais frequentes que temos aqui na loja é sobre testar o acessório subindo nele, após instalado no veículo.

Isso porque, com intuito de verificar a firmeza, alguns usuários sobem no acessório. Assim, apoiando o peso do próprio corpo sobre a bola de fixação.

Ao fazer isso, é comum perceber que o produto se movimenta. Chegando a parecer incapaz de suportar o total em quilos informado pelo fabricante.

No post de hoje, vamos falar um pouco sobre porque isso ocorre. E também, qual o melhor jeito de saber se o acessório está firme de verdade.

engate de reboque

Afinal, por que o acessório parece se mexer?

O engate de reboque trabalha através da tração ao longo do seu eixo. Tracionar, neste contexto, equivale a literalmente “puxar” a carga que estiver anexada a ele.

Deste modo, quando a pessoa sobe no engate, a força não é exercida ao longo do eixo. Ao invés disso, o peso do indivíduo se apoia sobre o acessório, da mesma maneira que a carga de um rack se apoia sobre o teto.

Uma vez que o produto não exerce qualquer função relacionada a suportar peso em cima, não há estrutura apropriada para isso e uma leve movimentação pode, sim, ocorrer.

Curta nossa página no Facebook e nos acompanhe no YouTube!

Por que você não deve subir no engate de reboque

Ao subir no acessório, você estará exercendo um peso para o qual o produto não está preparado. Especialmente se decidir “pular”, forçando-o para baixo.

Embora seja algo raro de acontecer, fazer isso pode movimentar a estrutura do engate. Assim, os pontos de fixação junto ao veículo correm risco de afrouxar levemente.

Portanto, ao carregar o reboque desta forma, o trajeto e os impactos que ocorrem ao longo da estrada irão, com o tempo, soltá-lo cada vez mais do veículo.

Novamente, é extremamente raro que o engate chegue ao ponto de se soltar do carro, quando corretamente instalado. Porém, medidas de segurança na estrada nunca são demais, e subir no engate pode, sim, trazer problemas futuros.

Leia também: ENGATE REMOVÍVEL: GEDEVAL VERSUS KEKO! Qual é o melhor?

Se estiver com dúvidas sobre a firmeza do produto, o melhor é procurar o profissional que instala estes equipamentos e solicitar uma verificação.

Aliás, realizar uma revisão esporádica é importante, especialmente antes de viagens, em caso de colisão ou após longo período sem rebocar.

Em resumo, o melhor é não subir no engate. Utilize o acessório corretamente para garantir que sua capacidade seja aproveitada ao máximo!

Fechar